Nota l Governo deveria criar auxílio adicional para coleta de lixo e resíduos, afirma especialista

O especialista em infraestrutura e logística social, com mais de 50 anos de experiência, Paulo César Alves Rocha, acredita que o Governo Federal deveria estudar a oferta de um estímulo financeiro – a exemplo do que fez com taxistas e caminhoneiros – para voluntários que auxiliassem na coleta de lixo e resíduos lançados nas ruas.

“A recente aprovação da Emenda Constitucional pelo Congresso com auxílio para caminhoneiros e taxistas, nos leva a pensar que medida semelhante poderia ser adotada para um mutirão nacional de coleta do lixo e resíduos lançados nas ruas, áreas comuns, mares, rios e lagoas”.

Paulo César Alves Rocha afirma que um incentivo desta natureza poderia se autocustear no curto prazo. “Um cálculo rápido, se fossem dadas bolsas sociais para que cidadãos efetuasse este mutirão, mil deles a um real por cinco meses daria um valor de cinco bilhões de reais, valor pequeno frente ao trabalho que tem a ser feito. Este trabalho geraria valor de materiais a serem reciclados que vendidos poderiam financiar este mutirão por mais tempo”, pondera.

*Paulo César Alves Rocha é especialista em infraestrutura, logística e comércio exterior com mais de 50 anos de experiência em infraestrutura, transportes, logística, inovação, políticas públicas de habitação, saneamento e comércio exterior brasileiro. Mestre em Economía y Finanzas Internacionales y Comércio Exterior e pós-graduado em Comércio Internacional pela Universidade de Barcelona. É mestre em Engenharia de Transportes (Planejamento Estratégico, Engenharia e Logística) pela COPPE-UFRJ. Pós-graduado em Engenharia de Transportes pela UFRJ e graduado em Engenharia Industrial Mecânica pela Universidade Federal Fluminense. Tem diversos livros editados nas Edições Aduaneiras.

Compartilhar No: