Polaridade Política aumenta procura de Brasileiros por cidadania Europeia e vistos americanos

A maior consultoria de mobilidade global presente no Brasil, Estados Unidos e Europa detectou aumento de 40% da procura por informações para obtenção de cidadania em Portugal e Itália e para vistos americanos. A maior justificativa apresentada pelos brasileiros que querem deixar o país de forma legal está no resultado das eleições.

O resultado das urnas em outubro definirá muito além dos rumos políticos do Brasil. Uma parcela considerável de brasileiros está em busca de informações sobre como deixar o país de forma legal para a Europa ou Estados Unidos. A consultoria Aquila Oxford Group, recebe mais de 100 ligações por dia de pessoas interessadas em obter cidadania estrangeira ou a possibilidade de viver nos EUA legalmente.

“Identificamos que a maior justificativa para deixar o país entre aqueles que nos procuram está centrada no resultado das eleições presidenciais deste ano. De um lado a outro na polaridade política, os brasileiros afirmam que se o seu candidato não ganhar, pretendem deixar o país no curto prazo”, explica Lucas Lima que é especialista em mobilidade global e presidente da consultoria.

Lucas Lima que tem mais de 15 anos de experiência afirma que nunca havia identificado um fenômeno semelhante em ano eleitoral no Brasil. “As pessoas estão mais atentas às possibilidades de deixar o Brasil sem ter que começar do zero, seja nos EUA, seja na Europa. As facilidades para obtenção de cidadania europeia e também a grande oferta de variados vistos americanos está fazendo as pessoas considerarem um plano B caso seu candidato favorito não ganhe o pleito”, afirma o especialista.

Mais de 30 milhões de brasileiros são descentes de italianos. Grande parte dessa população vive na região sudeste. Os três estados com maior número de descendentes de imigrantes italianos são: São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Uma parcela considerável da população busca agora reconhecer sua cidadania europeia e ter alternativa para sair do Brasil ou tramitar dinheiro para o exterior de forma mais célere.

“Somente em São Paulo vivem 13 milhões de descendentes de italianos, o que equivale a 32,5% da população paulista. Em outras capitais, o número de pessoas que tem direito a obter cidadania na Europa também é grande. Independente de qual seja o resultado das eleições, o certo é que devemos esperar uma grande onda migratória nos próximos meses”, explica Lucas Lima.

*Lucas Lima é especialista em mobilidade global com 15 anos de experiência. Palestrante expert em cidadania europeia (italiana e portuguesa) e processos de naturalização no exterior. Presidente da multinacional Aquila Oxford Group – a maior consultoria de mobilidade global. Coordena equipes de migração nos EUA, Brasil, Itália e Portugal. Mais informações: AquilaOxfordGroup

Compartilhar No: